top of page

Conheça a estrutura das Demonstrações Contábeis

As demonstrações contábeis são documentos que apresentam o fluxo contábil e financeiro da empresa em um dado período. Trata-se de um recorte do desempenho da empresa, apresentado em número. De acordo com a Lei n° 6.404/76, a divulgação destes demonstrativos é obrigatória para empresas de sociedade por ações, apresentadas ao público que tenham interesse, como os acionistas ou sócios.


Balanço patrimonial

O balanço patrimonial é uma demonstração contábil que abarca os recursos próprios da entidade e o seu valor é resultado do fluxo de caixa. Assim sendo, o ativo compreende os bens, os direitos e as aplicações de recursos assumidos pela empresa que podem gerar benefícios econômicos em um futuro próximo. Na modalidade passivo, considera-se as origens que empreendem recursos ou obrigações para com terceiros. Nesse caso, deve-se recorrer aos ativos para a liquidação.


Demonstrativo do Resultado do Exercício (DRE)

Esta demonstração contábil apresenta, de forma vertical e resumida, o resultado do conjunto de operações realizadas pela entidade. Assim sendo: a receita bruta das vendas e serviços; os abatimentos e os impostos; a receita líquida das vendas e serviços; o custo das mercadorias e serviços vendidos; lucro bruto; despesas gerais; o lucro ou prejuízo operacional; demais receitas e despesas; imposto de Renda e a provisão para o imposto; participações de debêntures, empregados, administradores e partes beneficiárias, que não se caracterizem como despesa, lucro ou prejuízo líquido.


Demonstração dos Lucros ou Prejuízos Acumulados (DLPA)

A DLPA pode ser substituída pela demonstração contábil das mutações do patrimônio líquido porque é a parte do relatório responsável por demonstrar os lucros e prejuízos a fim de tornar mais fácil o valor destinado ao pagamento de impostos.


Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido (DMPL)

A DMPL é um complemento às informações do balanço patrimonial, pois proporciona uma visão de todas as ações que influenciam no aumento ou diluição do patrimônio corporativo. Outros relatórios, como o DLPA, também auxiliam na compilação desses dados, uma vez que as diretrizes da DMPL se orientam a partir do capital disponível, reserva de lucro e de reavaliação e, por fim, lucro e prejuízo acumulado.


Demonstração do Valor Adicionado (DVA)

Ainda no campo das demonstrações contábeis obrigatórias conforme a legislação, temos a Demonstração do Valor Adicionado ou DVA. Esse relatório demonstra o valor acrescentado à empresa, bem como sua distribuição entre acionistas, terceiros e governo.


Seu objetivo é justamente desenhar um “mapa”, evidenciando a ascensão ou queda da riqueza da organização conforme o tempo passou — e os efeitos sociais ocasionados pela sua distribuição.


Demonstração do Resultado Abrangente (DRA)

A DRA não é relatório obrigatório por lei, mas pode ser extremamente benéfico incluí-lo em suas demonstrações contábeis. Isto porque ele mostra com exatidão qual fatia do balanço patrimonial pertence à empresa e qual fatia pertence aos sócios e acionistas.


É um relatório muito importante para investidores que avaliam o potencial de investimento de um negócio. Agora, apesar de não estar incluída na lei 6.404/76, nada impede que a DRA seja demonstrada dentro da CMPL.


Demonstração do Fluxo de Caixa (DFC)

O DFC busca detalhar as entradas e saídas do caixa ocorridas em um período de tempo. Você deve dividir as movimentações em categorias, apontando o que teve cunho operacional, de financiamento ou de investimento!Vale ainda ressaltar que o DFC, ao contrário do DRE, considera o regime de caixa. Desse modo, é possível visualizar o saldo mínimo em caixa da empresa naquele período, tendo uma visão mais assertiva do que levou ao resultado de momento.


Notas Explicativas (NE)

Por fim, temos as Notas Explicativas ou NE, componentes obrigatórios para as demonstrações contábeis. Tratam-se de informações adicionais que sua empresa deve fornecer para facilitar o entendimento dos resultados apresentados.

A FGI oferece a Graduação em Ciências Contábeis que, durante os 4 anos, leva em consideração todas as inovações educacionais e da carreira do futuro profissional em contabilidade.​​ O programa é voltado para profissionais e futuros profissionais que têm como desafio trabalhar a contabilidade nas suas diversas especificações, tais como: planejamento contábil comercial, industrial, rural, bancário e público, auditoria e análise contábil. Clique aqui e saiba mais.

Comentários


WhatsApp.svg.webp
bottom of page