top of page

Tecnologia no Direito: Como aderir?


Não há como negar que a tecnologia está em toda parte. Na verdade, é difícil identificar uma indústria onde os avanços tecnológicos não tenham melhorado e ampliado os produtos e serviços prestados aos clientes. E no setor jurídico não é diferente.

Embora a profissão jurídica esteja mais associada à tradição do que à inovação, ela não está imune aos avanços tecnológicos que afetaram todos os outros setores. Pelo contrário, o desenvolvimento de novas tecnologias tem ampliado nossos horizontes de forma extraordinária em termos de trabalho e esse avanço também pode ser incorporado à advocacia.


A tecnologia tem o poder de transformar completamente a forma como os advogados trabalham diariamente, economizando tempo e custos, aumentando a velocidade de entrega, aumentando a qualidade, melhorando a comunicação com o cliente e aprimorando as horas faturáveis. Isso não apenas aumenta o ritmo das operações, mas também dá aos advogados tempo suficiente para se concentrar em outras tarefas produtivas.


Por se tratar de uma área com demandas específicas, o direito vem sendo contemplado com soluções tecnológicas que suprem suas necessidades, algumas das tecnologias disponíveis na área jurídica atualmente que você e sua empresa podem aderir são: assinatura digital, digitalização de documentos, armazenamento em nuvem, processos eletrônicos, intimações online e outros variados softwares jurídicos.

Os softwares ligados aos sistemas jurídicos estão em rápido crescimento e por boas razões. Mas embora a adoção da tecnologia nesse setor tenha avançado muito nos últimos anos, ainda há trabalho a ser feito.


As empresas e profissionais jurídicos devem adotar o uso delas em seus processos para beneficiar a si mesmos, funcionários e clientes, para que dessa forma avancem em suas práticas de maneira eficiente e lucrativa. As vantagens não podem ser negadas! Prof. Dr. LIZANDRO POLETTO

Comments


WhatsApp.svg.webp
bottom of page