top of page

Silagem ensacada: a solução ideal para o pequeno e médio produtor

O sistema de produção pecuária no Brasil é conhecido por apresentar dois períodos de produção distintos: o período das águas, onde a oferta de forragem é abundante e os animais são alimentados quase que exclusivamente a pasto; e o período da seca, onde a disponibilidade de forragem através das pastagens é bastante reduzida.

Desta forma, alternativas para tratar dos animais na época seca precisam ser colocadas em prática para garantir o ganho de peso dos animais ou pelo menos sua manutenção. A silagem é o produto resultante do processo de ensilagem. E assim, a ensilagem é o processo de fermentação controlada de uma forrageira que foi previamente triturada, passou por compactação e armazenada na ausência de oxigênio em estruturas chamadas de silos.

É uma das formas mais comuns de fornecer volume de qualidade aos animais. Sua produção é relativamente fácil e pode ser feita pelo próprio produtor, o que reduz os custos de produção. A silagem de milho se destaca por ser bem aceita pelos animais e apresentar elevada qualidade nutricional.

Existem diversas formas de armazenamento da silagem e o tipo de silo a ser escolhido vai depender de fatores econômicos, formas de uso, disponibilidade de espaço na propriedade, entre outros.

Cada tipo de silo tem vantagens e desvantagens, principalmente em relação ao custo de construção e ao desempenho na conservação da silagem. Uma forma diferente de armazenamento que vem se destacando, principalmente entre pequenos e médios produtores, é a silagem em sacos.

A silagem ensacada tem como vantagem o baixo custo inicial da operação, unidades independentes, que podem ser transportadas para diferentes locais e permite a comercialização da silagem para outros pecuaristas.

Porém, para reduzir perdas, se faz necessário o uso de uma máquina ensacadora e compactadora de silagem. Esta empacotadora de silagem aumenta muito a produção diária, podendo fazer até 6 toneladas/dia, compacta com eficiência o material e melhora a qualidade da silagem.

Em geral, após 30 dias, o processo de fermentação é concluído e assim pode ser fornecido para os animais. A durabilidade da silagem ensacada é de 18 a 24 meses, o que é considerado um período longo e que permite fornecer volume ao rebanho durante todo o período seco do ano com certa tranquilidade.

Assim, a silagem ensacada é uma alternativa viável para pequenos e médios produtores. É uma forma de se fornecer volume de qualidade durante o período de escassez de pastagens e ainda pode ser uma fonte alternativa de renda para pecuaristas que querem vender o excedente da sua produção.

Comments


WhatsApp.svg.webp
bottom of page