top of page

Como funciona a bovinocultura de corte?

A pecuária de corte é baseada em três principais fases, são elas: cria, recria e engorda. Entender o processo e os objetivos de cada uma delas é fundamental para obter uma maior produtividade e lucratividade no seu agronegócio. No texto abaixo, vamos falar mais sobre o assunto.


Cria

Do melhoramento genético, crescimento do bezerro até a desmama, essa fase acontece até os 6 a 8 meses de idade. Nessa etapa, o produtor deve se concentrar em questões relacionadas à reprodução. É fundamental que os animais tenham saúde desde o ventre até o momento de reproduzirem.


O primeiro passo é garantir o sucesso no processo de reprodução animal, com os melhores touros, vacas e novilhas, em condições e na melhor idade para reprodução. Além disso, também é importante investir em programas de melhoramento genético, para obter bezerros mais rentáveis.


Esse cuidado demanda a presença de médicos veterinários na propriedade e investigação intenção de qualquer problema que possa vir a se manifestar. Após o nascimento, é preciso manejar de forma correta os bezerros. Os dois principais cuidados durante este estágio são: a mamada colostro e a cura do umbigo.


Essas duas práticas chegam a representar cerca de 70% na prevenção de doenças dos bezerros. Eles são frágeis e devem ter cuidados especiais, uma das principais causas de perdas animais é a diarréia, por exemplo. O objetivo principal desta fase é fazer com que os bezerros tenham saúde e cheguem ao desmame com o maior peso possível.


Recria (Desenvolvimento)

Essa é a fase mais extensa do gado de corte. Ela inicia no desmame e vai até a fase de acabamento e terminação dos animais. O principal objetivo nesse momento é o desenvolvimento do animal, para que ele possa expressar ao máximo o seu potencial genético.


Ou seja, se desenvolver em estrutura e ganho de peso da raça, no menor tempo possível. Deve ser observado neste momento a alimentação, se houver algum erro no manejo do desenvolvimento, o processo de engorda será prejudicado.


É importante investir em suplementação para a produção de uma arroba mais eficiente e econômica, sempre com a recomendação de um técnico responsável, para garantir a dosagem correta e o componente adequado. Além disso, uma recria eficiente, demanda ter controle de índices zootécnicos, manejo e adubação de pastagens para a obtenção de alta produtividade.


Engorda (Terminação)

Também conhecida como terminação, a fase da engorda é a última na criação do gado de corte. Nesta etapa, os bovinos recebem uma alimentação específica para ganho de peso, com o objetivo de produzir mais carne e de melhor qualidade.


Para garantir a qualidade e agregar o máximo de valor possível a todo o trabalho desenvolvido nas duas fases anteriores, o animal recebe uma ração ou regime alimentar apropriado ao ganho de peso e para que a carne seja a melhor possível.


A nutrição é a responsável por toda a engorda. Não basta ter um pasto de qualidade, é obrigatório reforçar o organismo e protegê-lo de dentro para fora. Utilizar a suplementação alimentar de forma correta pode viabilizar o abate de animais mais jovens, com carcaças de melhor qualidade, peso e a maior deposição de gordura subcutânea.


A Faculdade de Gestão e Inovação oferece o MBA Gestão Estratégica da Pecuária de Corte com o objetivo de formar líderes da pecuária de corte no Brasil, aumentando a produção e a lucratividade nas fazendas. Com aulas teóricas e práticas, o aluno consegue expandir seu conhecimento e aplicá-lo no seu dia a dia, melhorando a atuação no mercado.


O curso é concluído em apenas 1 ano e 4 meses, é 100% digital e os encontros acontecem mensalmente aos finais de semana no formato ao vivo, uma oportunidade perfeita para quem não tem tempo durante os outros dias. Ficou interessado(a)? Clique aqui e se inscreva.

WhatsApp.svg.webp
bottom of page