top of page

Tendências e desafios na pecuária de corte


Fonte: Juliana Sussai/Embrapa

A pecuária de corte, um setor vital da indústria agropecuária, está enfrentando um cenário de transformação impulsionado por diversas tendências e desafios. Esses elementos estão moldando a forma como a produção de carne é conduzida, impactando desde o processo de criação até a entrega do produto final ao consumidor. Vamos explorar algumas das principais tendências e desafios que estão influenciando a pecuária de corte atualmente:


Produtos biológicos: A demanda crescente por alimentos mais saudáveis e sustentáveis está impulsionando a busca por produtos biológicos na pecuária de corte. Isso envolve práticas de criação que minimizam o uso de antibióticos e hormônios, priorizando o bem-estar animal e a qualidade da carne produzida.


Biotecnologia: A aplicação da biotecnologia na pecuária de corte está promovendo avanços significativos, como a seleção genética mais precisa para características desejáveis, como taxa de crescimento e resistência a doenças. Isso pode resultar em rebanhos mais saudáveis e eficientes.


Mudança no modo de produção: O modo tradicional de produção está dando lugar a sistemas mais sustentáveis e eficientes, como a pecuária de corte intensiva e sistemas integrados de produção. Essas mudanças visam maximizar a produtividade, reduzir o impacto ambiental e otimizar os recursos disponíveis.


Bem-estar animal: A preocupação crescente com o bem-estar dos animais está levando a práticas de criação mais éticas e humanas. Os consumidores estão exigindo que os animais sejam tratados com dignidade, o que está influenciando diretamente as operações da pecuária de corte.


Sustentabilidade: A pressão por práticas sustentáveis está levando os produtores a adotar métodos que reduzam a emissão de gases de efeito estufa, a degradação do solo e o consumo excessivo de recursos naturais. Isso inclui a adoção de sistemas de manejo que preservem os ecossistemas locais.


Denominação de origem: A busca por diferenciação e autenticidade está impulsionando a adoção de denominações de origem, que destacam a qualidade e características únicas da carne proveniente de determinadas regiões geográficas.


Exportação: A pecuária de corte está cada vez mais voltada para o mercado global. A exportação exige conformidade com regulamentações internacionais, padrões de qualidade e preferências culturais, representando um desafio logístico e de conformidade.


Transformação digital: A tecnologia está sendo aplicada na gestão da pecuária de corte, desde sistemas de monitoramento do rebanho até o rastreamento da cadeia de suprimentos. A digitalização melhora a eficiência, a transparência e a rastreabilidade.


Profissionalização: O setor está evoluindo para um ambiente mais profissionalizado, com produtores adotando estratégias de gestão mais avançadas para otimizar a produção e garantir a rentabilidade.


Mão de obra qualificada: A modernização da pecuária de corte requer mão de obra qualificada em áreas como genética, nutrição, gestão e tecnologia. A capacitação dos profissionais é essencial para o sucesso contínuo do setor.


Adaptar-se a essas tendências e superar esses desafios é fundamental para garantir um futuro próspero e sustentável para a pecuária de corte.


コメント


WhatsApp.svg.webp
bottom of page